Páginas

terça-feira, 24 de maio de 2011

Passo a passo de um painel multiuso




Este lindo painel pode ser utilizado em diversas áreas da casa:
Na cozinha, para pendurar talheres;
Na área de serviços, para pendurar vassouras;
No quarto, para materiais escolares, bolsas, bijuterias ou até mesmo cabeceira para cama box;
No caso de cabeceiras a madeira deverá ter 0,70cm x0,60 cm para cama de solteiro
 e 1,40 cm x 0,60 cm  para cama de casal.
Material:
Compensado ou Placa de MDF do tamanho que desejar
Plástico adesivo da cor desejada , neste caso branco; para forrar o compensado ou placa de MDF
Adesivos para aplicação
Parafusos para pendurar os cestos
Cestos de pegadores
Ganchos em L para fixar o painel na parede.


Passo a passo:
1. Forre a placa de MDF com o plástico adesivo  branco,
2. Aplique os adesivos desejados,
3.  Coloque os parafusos na placa, com a distância desejada entre um e outro,
4. Pendure os cestos.


Em Camaçari encontrei os materiais nas seguintes lojas:
LOJA PIRAJÁ( Av. Eixo Urbano central, nº 17), plástico adesivo;
WM materiais de construção, parafusos e ganchos em L;
LE BISCUIT, cestos para pegador.

Mãos á obra! 


Um comentário:

Priscila disse...

Adorei está ideia, vou fazer um para colocar no meu quarto.
Fico massa. Amei .....

Postar um comentário

Viu,gostou, deixe um comentário.

Quem sou eu

Minha foto
Camaçari, Bahia, Brazil
"Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um não. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta." Augusto Cury